O presidente Carlos Pereira está claramente contra a realização do Marítimo-Estoril, da 2ª fase da Taça CTT, na data de 30 de julho, precisamente a meio da eliminatória da Liga Europa - com jogos a 27 de julho e 3 de agosto. Data aquela que não levou em conta "os interesses dos clubes portugueses e do próprio futebol português que está necessitado da conquista de pontos para subir no ranking da UEFA", acusa Carlos Pereira esperando que "ainda haja essa preocupação de defesa dos clubes e do futebol português". "Tanto da parte da Liga como dos adversários que vão defrontar Marítimo e Braga nesta fase", refere o líder maritimista.

Relativamente ao sorteio da Liga NOS, Carlos Pereira considera-o "normal" embora admita a necessidade "de começar bem o campeonato que irá ser muito competitivo". "Temos que transmitir essa mentalidade aos jogadores", aponta, notando que "há que criar uma almofada confortável para não haver qualquer percalço" analisa quando confrontado com a ponta final que coloca Braga, Porto e Sporting entre os quatro últimos adversários verde-rubros na Liga NOS 2017/2018. "À partida há cinco equipas que devido aos seus orçamentos e outros aspetos se apresentam com outro potencial pelo que teremos de estar concentrados desde o início do campeonato para estarmos na luta", acrescenta Carlos Pereira.

Club Sport Marítimo | Todos os direitos reservados | Administração