Na apresentação como treinador principal do Marítimo, nesta terça-feira, Cláudio Braga começou por enaltecer "a família que sempre me apoiou", bem como "a todos os clubes por onde passei", endereçando "uma palavra particular a Carlos Azenha que foi a pessoa que me lançou e é o meu mentor". 

Já falando como treinador verde-rubro, Cláudio Braga agradeceu "à família mariitimista", confessando ser reste "um desafio" sobre o qual se sente "muito honrado" e espera "não desiludir". Lembrando as palavras do presidente Carlos Pereira, Cláudio Braga apontou que... "agora, é trabalho", confidenciando que o "compromisso que fica é querer ganhar", notando ser importante "haver uma ligação no grupo e o ser equipa". "Já percebi que o Marítimo é um todo e tem que ser assim", desejando que "todos se revejam e sintam orgulhosos" da equipa.

Embora não se alongando naquilo que pretende, o novo treinador verde-rubro diz apostar "num futebol de controle em forma ofensiva, um futebol dominante", reconhecendo que "a continuidade de grande parte do plantel dá estabilidade".

Club Sport Marítimo | Todos os direitos reservados | Administração