O Marítimo perdeu, ao princípio da noite deste sábado, com o Vitória SC (Guimarães), em jogo da sétima jornada da Liga NOS, disputado no Estádio do Marítimo, por 1-3. Ainda com o jogo a 'nada dizer', os vimaranenses marcaram no minuto 10 mas a reação maritimista foi muito positiva embora faltando o essencial: o golo. E houve bastas ocasiões para isso: China isolado atirou ao lado (17), Danny remata à barra (24) e Rodrigo Pinho proporcionou a defesa do jogo ao guardião contrário (27). Tudo isto contra zero ao adverário. Ou seja, ao intervalo o resultado era tremendamente injusto.

A segunda parte não foi tão bem conseguida pelos verde-rubros mas, no entanto, não deixaram de ser a equipa que mais procurou o golo. Só que hoje não era o dia... O Guimarães, pelo contrário, esporadicamente foi à frente mas num desses lances conseguiu marcar (68 minutos) e noutro (80) ganhou uma pontapé de penalti em lance ilegal porque precedido de falta - que nem o quarteto de arbitragem nem o VAR assinalaram. Correa ainda reduziu mas era demasiado tarde...

No Estádio do Marítimo, com arbitragem de Manuel Oliveira (Porto), o Marítimo alinhou assim:
Amir; Bebeto, Zainadine, Áfrico, China, Fabrício (Barrera, 69), Jean Cléber, Danny 'cap' (Edgar, 62), Rodrigo Pinho (Ricardo Valente, 73), Joel e Correa.
Ação disciplinar: cartão amarelo a Jean Cléber (58).
Golo: Correa (90).

Club Sport Marítimo | Todos os direitos reservados | Administração