Entre os dias 7 e 9 de Abril decorreu em Lagos, Algarve, o Torneio Internacional Terras do Infante, fazendo este ano parte do circuito das Taças da Europa, a ‘Liga dos Campeões’ da Patinagem de Velocidade.
Dando seguimento ao seu projeto, a secção de Patinagem de Velocidade verde-rubra esteve presente nesta edição com 27 patinadores, iniciando assim a sua já habitual ‘Tour de Páscoa’ que inclui participações no ‘Trophée Trois Pistes’ e ‘Arena Geisingen International Tournement’.
TÍTULO NOS BENJAMINS
Com patinadores desde os Benjamins aos Masters e estreando 13 patinadores em competição fora da região, o CS Marítimo obteve participações de grande relevo, sendo de realçar a vitória de Rafael Silva em Benjamins Masculinos, tendo vencido as três provas disputadas. Ainda nos Benjamins masculinos, Lourenço Castro foi 5º da geral e Lourenço Mendes atingiu o 7º posto. Nos Benjamins Femininos Margarida Vieira foi 14ª classificada no conjunto das três provas disputadas.
Já no escalão de Escolares, as patinadoras presentes foram Lara Castro, que se classificou na 11ª posição, e Maria Francisca Figueiredo 20ª em 26 patinadoras em prova. Nos masculinos, o representante neste escalão foi Afonso Bento, que foi 17º em 22 patinadores.
No escalão de Infantis, destaque para Francisca Henriques que se classificou na 4ª posição da geral, fruto de um 5º, um 3º e um 4º lugares nas provas disputadas. Ainda nos femininos, Leonor Ladeira foi 19ª, Carolina Silva 32ª e Carolina Castro 39ª, entre 40 patinadoras deste escalão. No escalão de masculinos Martim Vieira foi o representante verde rubro e obteve o 8º posto entre 27 participantes, tendo como melhor classificação um 6º lugar.
No que concerne aos Iniciados, o estreante Igor Branco foi 22º entre 35 participantes, com uma evolução muito interessante durante todo o torneio.
No escalão de Cadetes, escalão que já integra as Taças da Europa, Beatriz Freitas não foi feliz e sofreu uma queda na prova dos 3km, ficando impossibilitada de participar por lesão na 1/2 final de 1km para a qual se tinha apurado e no restante do torneio. Lara Freitas foi mais uma das estreantes e obteve a 46ª posição entre 54 participantes. Nos masculinos, Rodrigo Mendes e Pedro Figueiredo rubricaram um bom torneio, tendo obtido a 11ª e 13ª posição da geral em 41 participantes. Sérgio Santos fechou o lote de Cadetes em prova, com a 35ª posição.
Em Juniores B, Cíntia Ribeiro foi 35ª em 44 patinadoras em prova, tendo obtido como melhor prestação 0 31º posto nos 300mts C/R.
Já em Séniores, Carlota Mendes viria a ser 28ª classificada em 30 participantes, tendo vindo a ganhar ritmo competitivo. Nos masculinos, Diogo Mendes e Hélio Santos estrearam-se nas Taças da Europa como seniores e ainda sentiram algumas dificuldades o início do torneio, fruto também da pouca competição existente para este escalão. O Diogo foi 38º classificado e o Hélio foi 43º.
Ainda nos Masters, Lúcia Coelho obteve a 7ª posição da geral e Sónia Cavaleiro foi 9ª entre 12 patinadoras que, maioritariamente, eram ex-praticantes da modalidade. Já nos masculinos, Francisco Figueiredo classificou-se na 11ª posição, enquanto Hugo bento foi 16º e Paulo Silva foi 18º entre 19 participantes.
Balanço extremamente positivo destas participação, que permitiu a toda a comitiva elevar o seu nível competitivo e "olear" a "máquina organizativa" da secção para a 2ª Etapa das Taças da Europa.


TROPHÉE TROIS PISTES - A 2ª ETAPA DAS TAÇAS DA EUROPA


Com 16 dos patinadores a regressarem à Madeira, coube a 11 dos patinadores maritimistas convocados continuar a levar o nome do Clube e da RAM pela Europa. Num torneio extremamente cansativo e que implicou uma logística afinada, deste o aluguer de autocarro à confecção da alimentação, o o staff da secção levou de vencida com sucesso este grande desafio que foi o de organizar pela primeira vez de forma autónoma esta deslocação.


No que continua a ser considerado com um dos maiores torneios internacionais da Europa, com 860 patinadores inscritos oriundos dos quatro cantos do mundo, desde a Colômbia ao Irão, os maritimistas deram boa conta de si e mostraram estar a evoluir, adquirindo o necessário ritmo competitivo para patinarem ao melhor nível.
A escolar Maria Francisca Figueiredo foi 26ª classificada em 26 participantes, sendo penalizada por não ter competido numa das provas - nas que participou foi 20ª e 23ª.
Quanto aos Infantis, Francisca Henriques viria a conseguir à primeira o apuramento para as finais A, ficando na 13ª posição entre 50 patinadoras. A sua melhor prestação foi o 9º posto obtido na prova de 1km, sendo a 10ª classificada no torneio em 50 patinadoras.

Leonor Ladeira não conseguiu o apuramento para a final A devido a uma lesão no tornozelo, que a impediu de estar ao seu melhor nível. No entanto, nunca desistiu de lutar e foi 6ª na última final B, ficando na 38ª posição da geral. Já nos masculinos, Martim Vieira conseguiu bater os seus recordes pessoais de 1km e 2km, tendo sido 21º e 22º. Na geral foi o 21º entre 41 participantes, uma boa prestação no seu primeiro ano de escalão.


No que concerne ao escalão de Cadetes, Beatriz Freitas foi a representante nos femininos. Já praticamente recuperada da sua lesão da semana anterior obteve o acesso à final A no primeiro apuramento e viria a ser 26ª nos 3km. No escalão com mais participantes (94!), foi 18ª nos 500mts sprint e 33ª na prova a eliminar. Mas quando tudo parecia bem encaminhado para uma boa prova a pontos uma forte indisposição levou-a para a enfermaria e não patinou nessa prova. Viria a ser 73ª da geral do Torneio, com a 28ª posição na 2ª jornada Taça da Europa de Velocidade.

Em grande plano estiveram os Cadetes masculinos nas provas de fundo. Rodrigo Mendes começou ainda algo receoso (no ano anterior foi vítima de uma queda grave no primeiro dia de provas e não conseguiu o apuramento à primeira para as finais A. No entanto, ao segundo dia correu as repescagens e foi 2º nessa prova, garantindo o merecido acesso à final A. Na prova a eliminar viria a ser 37º e na prova a pontos obteve um espetacular 15º posto, valendo-lhe o 25º posto na Taça da Europa de Fundo entre 70 patinadores. Na Taça de Velocidade foi 35º e na geral do Torneio foi 33º.

Grande destaque para Pedro Figueiredo, que esteve espetacular nas provas de fundo. Conseguiu no primeiro dia o apuramento para a final A com o 6º posto, "sprintando" para um 17º posto na prova a eliminar. Mas o melhor estava para vir. Na prova a pontos mostrou-se destemido e foi 8º classificado, chegando a 1,5 segundos do primeiro, valendo-lhe um espetacular 11º lugar na Taça da Europa de Fundo em 70 patinadores. Viria a ser 28º da geral depois de somar a 44ª posição da Taça de velocidade.
Em Juniores B Cíntia Ribeiro foi subindo de produção ao longo do Torneio, tendo começado um pouco receosa. Foi ganhando confiança e foi 24ª na última final B. Na classificação geral a Cíntia foi 61ª em 71 participantes, sendo este o primeiro ano de escalão em Juniores.

Quanto aos Séniores, o escalão mais "duro" do torneio, Carlota Mendes estreou-se em competições fora do país, tendo como melhor classificação o 11º posto na final B dos 5km pontos. Foi evoluindo ao longo do torneio e ganhando ritmo, ficando na 34ª posição em 41 participantes. Nos masculinos, Hélio Santos foi 49º nos 500mts e 44º nos 1km, sendo 42º em 56 participantes na Taça da Europa de Velocidade. Na Geral do Torneio foi o 35º classificado da geral em 66 participantes.

Já Diogo Mendes foi também evoluindo ao longo do torneio, ganhando algum espaço no pelotão e a ser o 35º nos 1km. Na final B da prova a pontos viria a ganhar imensa confiança, tendo inclusivamente liderado o pelotão em algumas circunstâncias, ficando na 2ª posição desta final B. Na geral, o Diogo foi 31º em 66 participantes.


PRÓXIMA PARAGEM: ARENA GEISINGEN INTERNATIONAL TOURNEMENT

Enquanto mais uma parte da comitiva regressa à Madeira, seis patinadores rumam à Alemanha para participarem no maior torneio mundial da atualidade. Beatriz Freitas, Pedro Figueiredo, Rodrigo Mendes, Carlota Mendes, Diogo Mendes e Hélio Santos serão os maritimistas que irão dar seguimento a esta "Tour", com olhos postos na classificação das Taças da Europa.

Cumpridas estas três etapas, fica ainda pendente a participação em mais duas jornadas que aguardam ainda pelo respetivo financiamento.

Club Sport Marítimo | Todos os direitos reservados | Administração